sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A FILOLOGIA ROMÂNICA E SEU FUNDADOR: FRIEDRICH DIEZ

FILOLOGIA ROMÂNICA é a ciência histórica que tem como objeto de estudo as transformações do latim vulgar nas línguas românicas, ou seja, no português, no espanhol, no provençal, no francês, no italiano, no catalão, no rético, no sardo e no romeno. Foi no Romantismo que esta ciência tomou grande impulso.
Friedrich Christian Diez

FREDERICO DIEZ (FRIEDRICH CHRISTIAN DIEZ) de Giessen, Alemanha, nascido em 1794 e falecido em 1876, é considerado o fundador da filologia românica ao publicar a sua Gramatik der romanischen Sprachen, Gramática das línguas românicas (1836-1844), onde aplica o método histórico-comparativo. A esta obra fundadora seguiram outras, como Etymologisches Worterbuch der romanischen Sprachen (1853), Altromanische Glossard (1865) e Uber romanische Wortschopfung (1875), obra também importantíssima por tratar sobre a formação das palavras nas línguas românicas.

Dentre as várias contribuições deste ilustre filólogo, deve-se destacar que foi ele quem, por vez primeira, se debruçou a estudar sistematicamente as línguas românicas, analisando e comparando a sua evolução, fonética, sistema flexional, derivacional bem como a sintaxe. Demonstrou também que tais línguas surgiram mediante evolução do latim vulgar e não do literário ou clássico e que o latim clássico e o vulgar não são duas línguas autônomas e independentes que desenvolveram-se por si mesmas, sem relação entre si.

Para finalizar, a pronúncia de DIEZ é DITS.

Paulo Barbosa

2 comentários:

  1. Gostaria de saber se existe o primeiro documento sobre a gramática. Sou super curiosa para saber como começaram a organizar, frases. Obrigada, Maria

    ResponderExcluir
  2. O indivíduo retratado na figura não é Friedrich Christian Diez, mas Émile Littré.

    ResponderExcluir